sábado, 14 de março de 2009

Os “Avivamentos” de Hoje Precisam de uma Reforma

“Avivamento refere-se a uma restauração na vida do cristão. Reforma refere-se a uma restauração à doutrina pura. Avivamento fala de uma vida levada à sua relação apropriada com o Espírito Santo; Reforma fala de um retorno aos ensinos da Bíblia” define Francis A. Schaeffer.

E ele continua dizendo em seu livro, “Morte na Cidade”, que “os grandes momentos da História da igreja vieram quando estas duas restaurações entraram simultaneamente em ação, de forma que a igreja voltou à doutrina pura e a vida dos cristãos na igreja conheceu o poder do Espírito Santo”. E então, Schaeffer conclui dizendo que “não pode haver avivamento verdadeiro a menos que tenha havido reforma; e a reforma não é completa sem avivamento”.

Concordo totalmente com ele e concordo também com o pr. Marcello de Oliveira, autor do Blog “A Supremacia das Escrituras”, quando assim ele disse na introdução de um post sobre o estado em que se encontra a igreja (vide artigo completo em: http://davarelohim.blogspot.com/2009/02/o-que-esta-acontecendo-com-igreja.html):

“Muitas pessoas buscam saciar sua fome espiritual na igreja, mas não encontram nela o Pão da Vida. Encontram muito do homem, pouco de Deus. Muito ritual, pouco pão espiritual. Muito da terra, pouco do céu. Estamos substituindo o Pão do céu por outro alimento. Os pregadores pregam para agradar, e não para desafiar. Dão palha em vez de trigo ao povo - Jr 23.28. Estão pregando saúde e prosperidade, e não sobre a cruz de Cristo. Pregam-se os direitos dos homens, não a soberania de Deus. Prega-se sobre libertação e não sobre arrependimento e conversão. Prega-se um outro evangelho e não o evangelho da graça.

Neste sentido o que vemos hoje é uma Igreja Católica querendo ser evangélica. Uma igreja protestante sem protestos. Uma igreja que se diz reformada, carente de uma urgente reforma. Umas igrejas evangélicas, distanciadas do verdadeiro Evangelho. Uma igreja carismática, com muito carisma e pouco caráter. A igreja gloriosa precisa de santos nos púlpitos e nos bancos. Não de santos beatificados e canonizados depois de mortos, mas de santos vivos, audíveis, visíveis, palpáveis, nos seminários, nas ruas, nas faculdades, no trabalho, na família - exalando o aroma de Cristo! Aleluia! Afinal, você deve estar se perguntado: O que está acontecendo com esta igreja gloriosa que Paulo falou em Efésios 5.27 ?”

O reverendo Augustus Nicodemus disse a mesma mensagem, mas com um outro tom, em seu recente livro, “O Que Estão Fazendo Com A Igreja”, um dos frutos do Blog “O Tempora, O Mores!”:
“É minha convicção que o evangelicalismo brasileiro está chegando a uma etapa que prenuncia seu fim. Com seus pastores e mestres minados pelo liberalismo teológico presente em seminários e escolas de teologia, com seus membros contaminados pelo pragmatismo e pelo relativismo neopentecostais, pouco tempo lhes resta, pois essa dose dupla é fatal. A menos que um poderoso movimento de reforma ocorra, os evangélicos irão finalmente sucumbir à agenda de liberais, neo-ortodoxos, libertinos e neopentecostais, gerando um outro movimento e uma outra igreja no Brasil, bem distintos da igreja evangélica que evangelizou o país em tempos idos” .

Precisamos de uma Reforma! Não há nada que indique que estamos passando por um verdadeiro avivamento ou, como dizem, “onda do Espírito” no Brasil!! Oremos, meu irmão, minha irmã, assim como o salmista no Salmo 126.4: “Restaura, SENHOR, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe”. Essa é a verdadeira oração por Reforma e Avivamento espirituais.

“Restaura, SENHOR”. Amém!

7 comentários:

Pr. Marcos Serafim disse...

Graça e paz Danilo:
Parabéns pela postagem, cada dia que passa mais igrejas vão se tornando sem brilho, sem luz , sermões evasivos, com conteudos meramente teologicos sem vivassidade.
É claro que gosto de teologia,avivamento,não desse tipo de avivemneto do folder de sua postagem, posso ate estar enganado mais isso tem outro nome.
Asafe no Salmos 80 orou três vezes : "Restaura-nos, ó Senhor Deus dos Exercitos , faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos". Naturalmente qui Asafe está falando de uma vivificação exterior, mas quando se conhece a historia biblica de Israel, então se sabe que uma vivificação, uma restauração exterior sempre antecedia um avivamento interior.
Clamemos então por um real avivamento, peço a Deus que eu esteja sempre avivado.

Em Cristo Sola Gratia et File Marcos

Danilo Neves disse...

Tratamos do mesmo assunto nos nossos blogs, meu irmão. Apenas focamos diferente, mas com a essência da mensagem sendo a mesma. Eu diria, tentando me fundamentar nas Escrituras, que poderĩamos dar um único titulo aos nossos blogs. Que tal: "Coríntios Hoje" ?

Realmente o avivamento do folder é aquele nome que você não disse, rsrs...

Também gosto de teologia e avivamentos bíblicos. O irmão sabe melhor do que eu que principalmente os neo-pentecostais reivindicam um poder do Espírito Santo que não passa de persuasão humana, a qual Paulo não usou para estar entre os corĩntios. No outro extremo, estão os conservadores que conservam tradições, que apagam o Espĩrito e por isso estão mortos, sem vida espiritual e prática.

Os Salmos 80 e 126 são poderosos sobre o assunto!

Por curiosidade. O pr. segue a linha reformada, a otodoxia? Esse Sola que o irmão cita me fez pensar que sim =).

Grande abraço, meu irmão Marcos

Thaís* disse...

Concordo com vc Danilo. Acho q hj em dia, as igrejas estão "vendendo avivamento". E muitas vezes, fazendo promessas que se referem execivamente à carne como a prosperidade financeira. Esses dias estava olhando a caixa do correio e tinha um papel mais ou menos assim: "Curas; libertações, prosperidade financeira; libertação de obras de feitiçaria, bruxaria... ; ouvir vozes, ver vultos e etc... Venha para o culto de libertação na igreja TaL...
Sinceramante, eu acho que as igrejas estão dependendo muito de "milagres" e esquecendo que em Oséias Deus condena os que não possuem conhecimento. Os cultos basicamente ficam nisso, e quando é para tratar de assunto sério, ninguém se dispõe.
Acho que boa parte das críticas que a igreja evangélica recebe hoje, ou até mesmo quando muitos não sabem o que dizer quando entra em pauta questões mundiais(e não sabem simplismente a posição bíblica sobre o assunto), deve-se a isso.
É "avivamento" de mais para pouco conhecimento.
Minha opinião...
Thaís

weberson disse...

minha filha

Danilo Neves disse...

"É avivamento de mais pra pouco conhecimento".
Você se expressou muito bem, Thaís.

Quando Israel incorporou a maneira de viver, a cultura das nações vizinhas, veio a maior destruição que o povo de Deus sofreu no A.T.: o Exílio Babilônico. O que será que vai vir?

Abç, Carles! =)

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

1. Amado Danilo, primeiramente, agradeço-lhe pela citação do meu texto, e também do blog, que é: A Supremacia das Escrituras. rsrsrs!

2. A igreja não faz avivamento. Ela não tem a agenda do avivamento. Ela só pode içar suas velas aos ventos que o Espírito sopra. Precisamos sim, de um avivamento de santidade, de mudança de vida, de choro pelo pecado, de voltar-nos para Deus.

Encerro com três pérolas:

É mais fácil falar de avivamento, do que lançar-se nele.

Avivamento não é descer uma rua com um grande tambor, é subir o Calvário em grande temor.

ecclesia reformata et semper reformata est

abraços, Pr Marcello Oliveira

Danilo Neves disse...

Se o irmão não falasse, passaria em branco. Como um comentarista assíduo do blog do irmão, pr. Marcello, essa falha foi "quase imperdoável", kkk... Agora, está correto.

Parece-me, pr., que antes do avivamento vem um período muito difícil pra Igreja, caracterizado por apostasia, falta de santidade e retenção e pregação de filosofias!

Será que viveremos o suficiente pra vermos o SENHOR derramando sobre nós o teu poder? Será?

Grande abraço, meu irmão!

Soli Deo gloria