sexta-feira, 21 de maio de 2010

"Ciência cria primeira célula sintética"?

"Ciência cria primeira célula sintética". Esse é o noticiário da hora.

Sugiro aos leitores que leiam os seguintes blogs:

Blog do Enézio: Desafiando a Nomenklatura Científica

Blog do Michelson Borges: Criacionismo

Comentário meu:

Mapear, construir, implantar e religar (que é o principal feito da pesquisa de Venter) o genoma "simples" e artificial da Mycoplasma mycoides (obs.: bactéria classificada como procarionte) é um feito de complexidade altíssima! Mérito da equipe de Craig Venter. O problema está na interpretação do fato. Qualquer pessoa (inclusive um jornalista) intelectualmente honesta sabe que NÃO houve criação. Criou-se o quê, se o que houve foi uma cópia engenhosa e o entendimento dos mecanismos químicos da mesma?? Colocar uma máquina para funcionar é uma coisa. Criá-la espontaneamente, ao acaso e gradualmente ao longo do tempo, sem conhecimento ou informação contida em códigos (genes), e sem o auxílio de super computadores e de laboratórios (de inteligência) é outra coisa e isso sim é o Gen da questão. Não começaram do zero. A falácia ou o engano dos noticiários, em geral, é dizer que vida não implica na existência de um Criador sobrenatural, tal como o Deus da Bíblia. Filosoficamente não há implicações metafísicas. Há sim um avanço em engenharia genética. Em outras palavras, fizeram o gol contra e ainda foram comemorar com a torcida. Se você ainda está disposto(a) em acreditar nisso, pergunte-se: ligar o que já está pronto é criar?

Um comentário:

tuti disse...

Eu vi e ouvi a noticia e o entusiasmo do reporter e fiquei decepcionado pois eles apenas copiaram uma parte infima de uma celula e introduziram numa célula pronta (pelo que entendi)! Depois vi outro comentário onde pergunta r se estavam brincando de Deus.
Acho, que algum dia, talvez, criarão uma célula mas para brincar de Deus terão que criar algo maior (uma lua não seria suficiente( quanto mais...